A ideia de que o conhecimento científico, de todos os tipos, deve ser compartilhado abertamente tão cedo quanto praticável no processo de descoberta. —Michael Nielsen
Tag: Curso

#paracegover O UEADSL - Congresso Nacional Universidade EAD e Software Livre -, de 26 a 30 de novembro, é um evento online, o que significa que você não precisa se deslocar a um local específico para participar do evento. Você vai acompanhar as conferências lendo textos, ouvindo podcasts e/ou assistindo a vídeos. Sua participação, porém, precisa ser mais ativa que isso para ser considerada suficiente, a fim de receber seu certificado de participação. Como assim? Pense: você não estará trocando olhares com o conferencista e nem saberemos que leitura fez, se está achando chato ou se está amando tudo isso, a não ser que você nos conte. Participar deste Congresso, portanto, é mais do que assistir algumas conferências: é dizer o que pensa delas, perguntar, discutir, argumentar, ser um co-autor do grande texto que o evento forma, o qual, no fim das contas, é construído na interação de todos os participantes e autores. PARTICIPE! O UEADSL possui agora três palcos! ANFITEATRO é o espaço de apresentação de trabalhos universitários, o mais antigo palco do UEADSL. FEIRA DE SABERES é o palco das apresentações do Ensino Fundamental e Médio e do EJA. ESQUENTANDO O FICLIVRE é o espaço das Rodas de Conversa entre educadores promovido pelo GT Educação da Associação de Software Livre.org. Educação Aberta e Conhecimento Livre. Se ainda não está cadastrado na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre, cadastre-se: http://eventos.textolivre.org/cadastro-PlataformaEventos/ Em seguida, inscreva-se-se na edição em andamento. Atalho: http://ueadsl.textolivre.pro.br/inscreve Submissões de propostas para o ESQUENTANDO O FICLIVRE abertas até 22/10/18. Após cadastro na Plataforma e inscrição no evento, acesse o bloco PARTICIPE! para maiores informações: http://ueadsl.textolivre.pro.br Também estão abertas, até 7/10, as inscrições para coordenação de mesa e pareceristas. Apoio: CAED/FALE/UFMG Promoção: Grupo Texto Livre

#paracegover
O UEADSL – Congresso Nacional Universidade EAD e Software Livre -, de 26 a 30 de novembro, é um evento online, o que significa que você não precisa se deslocar a um local específico para participar do evento. Você vai acompanhar as conferências lendo textos, ouvindo podcasts e/ou assistindo a vídeos. Sua participação, porém, precisa ser mais ativa que isso para ser considerada suficiente, a fim de receber seu certificado de participação. Como assim? Pense: você não estará trocando olhares com o conferencista e nem saberemos que leitura fez, se está achando chato ou se está amando tudo isso, a não ser que você nos conte. Participar deste Congresso, portanto, é mais do que assistir algumas conferências: é dizer o que pensa delas, perguntar, discutir, argumentar, ser um co-autor do grande texto que o evento forma, o qual, no fim das contas, é construído na interação de todos os participantes e autores.   PARTICIPE!
O UEADSL possui agora três palcos! ANFITEATRO é o espaço de apresentação de trabalhos universitários, o mais antigo palco do UEADSL. FEIRA DE SABERES é o palco das apresentações do Ensino Fundamental e Médio e do EJA. ESQUENTANDO O FICLIVRE é o espaço das Rodas de Conversa entre educadores promovido pelo GT Educação da Associação de Software Livre.org. Educação Aberta e Conhecimento Livre.
Se ainda não está cadastrado na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre, cadastre-se: http://eventos.textolivre.org/cadastro-PlataformaEventos/ Em seguida, inscreva-se-se na edição em andamento. Atalho: http://ueadsl.textolivre.pro.br/inscreve Submissões de propostas para o ESQUENTANDO O FICLIVRE abertas até 22/10/18.    Após cadastro  na Plataforma e inscrição no evento, acesse o bloco PARTICIPE! para maiores informações: http://ueadsl.textolivre.pro.br        Também estão abertas, até 7/10, as inscrições para coordenação de mesa e pareceristas.
Apoio: CAED/FALE/UFMG Promoção: Grupo Texto Livre
Marcado com: , , , , , , , , , , , , , , ,

Num ano cheio de decepções e de muita expectativa em relação ao futuro, o UEADSL – Congresso Nacional Universidade EAD e Software Livre – traz novidades capazes de torná-lo um evento forte para integração entre aqueles que ensinam, aprendem e gostam de ensinar e aprender, com propostas de novos palcos e de novas funções. Este evento, que frequenta as páginas deste blog há anos, é um REA: foi criado como um anfiteatro no qual professores trazem suas turmas para atuar como cientistas apresentando seus trabalhos acadêmicos para toda a sociedade brasileira interessada.

Além do já tradicional palco em que as turmas de graduação e pós apresentam e defendem seus trabalhos de final de disciplina, desde 2010, orientados por seus professores, estamos com duas novas propostas para 2018.2: 1) um palco especialmente voltado a trabalhos em nível fundamental e médio, a Feira de Saberes, em que vão estrear uma turma de 7.a série do ensino Fundamental, de uma escola pública de Belo Horizonte, e uma turma de EJA de Itamarandiba – MG, vinculada à Licenciatura em Educação do Campo da UFVJM; e 2) um palco especialmente voltado a professores, ativos, em formação ou aposentados, que vai abrigar uma grande Roda de Conversa, “Esquentando o FicLivre”, que nasceu do I Encontro de Paulo Freire com o Conhecimento Livre, em julho passado, em Porto Alegre.

Dentre as novas funções, cabe destacar a chamada para professores  e estudantes de pós-graduação atuarem como coordenadores de mesa e pareceristas externos no UEADSL2018.2.

O papel de coordenador de mesa no UEADSL foi criado em 2016 a pedido do público do evento, mais especificamente estudantes de pós-graduação e professores interessados em interagir mais de perto com os autores, cientistas em formação, no processo colaborativo de aprendizagem da vida e da escrita acadêmicas. Do mesmo modo, foram esses mesmos estudantes de pós e professore, já atuando como Coordenadores de Mesa, quem nos estimulou a ampliar seu papel, permitindo que atuem também como pareceristas dos mesmos trabalhos das mesas que vão coordenar.

Essa nova função amplia os horizontes de todos os participantes: dos professores, que passam a ter um profissional de sua área com quem dialogar durante o processo de construção dos textos dos alunos, destes alunos, que passam a ter uma segunda opinião sobre seus trabalhos durante a fase de revisão e, como eles mesmos nos apontaram, dos próprios Coordenadores de Mesa, que passam a ter uma visão processual dos trabalhos em que atuam diretamente no evento.

As inscrições estão abertas até 7/10, mas antecipamos a chamada em virtude de mais uma novidade que o UEADSL traz neste semestre: desenhado e ministrado pela prof. da UFMG Ana Matte, pesquisadora em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq, abrimos um curso de capacitação para professores, coordenadores de mesa e pareceristas. O curso é aberto apenas para quem atua voluntariamente no evento em posições equivalentes; visa habilitar os participantes a atuarem em funções acadêmicas pouco exploradas didaticamente pela universidade. O curso, gratuito e assíncro, totalmente online, tem a duração de 60h e dá direito a certificado da UFMG. Com prazo de realização até 19/11, o curso trabalha os seguintes tópicos: eventos online para fins educacionais, gamificação de projetos educacionais, planejamento de ensino usando evento online como recurso e escrita acadêmica de editorial, pareceres e comunicação formal, dentre outros gêneros.

Para participar, é necessário cadastrar-se na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre, preencher o formulário de inscrição de Coordenadores de Mesa e Pareceristas Ad Hoc e solicitar a chave de inscrição no curso pelo e-mail ueadsl.sec@textolivre.org.

 

 

Marcado com: , , , , , , , , , , , , ,

Open-data

A área de dados abertos e dados abertos conectados (do inglês Linked Open Data) vem crescendo e recebendo grande atenção tanto pela comunidade governamental, que possui uma grande quantidade de dados, quanto pela comunidade de desenvolvedores profissionais, que possui interesse em utilizar estes dados para gerar aplicativos (software) de alto impacto econômico e social.

Apesar do grande interesse, infelizmente, são poucas as entidades governamentais que possuem recursos humanos já treinados e qualificados para produzir dados abertos com qualidade e que possam ser utilizados para o desenvolvimento de aplicativos. Outra dificuldade é a carência de desenvolvedores que possuem habilidades para trabalhar com dados utilizando tecnologias avançadas da Web, em particular, as tecnologias da Web Semântica como ontologias (OWL, RDF-S), SPARQL, serviços semânticos, dentre outras, que permitem “raciocinar” em cima dos dados disponibilizados na Web de maneira rápida, segura, e com maior consistência. Essa falta de profissionais qualificados é um grande problema, uma vez que a Administração Pública federal, por meio da Lei de Acesso à Informação, em seu artigo 8º, determinou a necessidade de disponibilização de dados governamentais em formato aberto.

Assim, surgiu a demanda para a segunda parte do curso sobre Dados Abertos que visa capacitar gestores públicos, possibilitando que estes compreendam o assunto e atuem, de forma proativa, na abertura de dados governamentais.

Este curso é realizado pelo Centro de Estudos sobre Tecnologias na Web (CeWeb.br). É também uma continuação do curso Publicação de dados em formato aberto, que compõe o Projeto de Cooperação Técnica entre a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), a Controladoria Geral da União (CGU), e o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), por meio do Escritório Brasileiro do W3C, denominado Política Brasileira de Acesso a Informações Públicas: garantia democrática do direito a informação, transparência e participação cidadã.

O objetivo principal deste curso é fomentar e incentivar a qualificação de profissionais por meio da capacitação teórica, técnica e tecnológica que apoiam a criação e manutenção do ecossistema de dados abertos. Em particular, foca em métodos e ferramentas para modelar e estruturar os dados de maneira adequada (por exemplo, por meio de ontologias) para que estes possam ser utilizados e reutilizados por programas de computador. Além disso, pretende-se apresentar técnicas de desenvolvimento de software utilizando tecnologias avançadas provindas da área de Web Semântica e Linked Data para fazer uso efetivo dos dados publicados na Web.

O curso está disponível na plataforma da Escola de Políticas Públicas. Link para acesso ao curso: http://www.ep.org.br/curso/58

Marcado com: , ,