Dois vídeos interessantemente complementares, um de Yochai Benkler e outro de Jeffrey Sachs.

No primeiro, “Productivity and Power: The Role of Technology in Political Economy”, Benkler explica como evoluiu o pensamento político-econômico sobre a produção de inovação, apontando onde esse falhou em entender o poder de rentistas, prejudicando a inovação e contribuindo para a desigualdade. Ao final, ele oferece um modelo da inovação e sua relação com o poder mais adequado a enfrentar essa realidade.

No segundo, “A glimpse ahead on things that will affect the way research will be done and funded”, Sachs explica ao encontro do Global Research Council o que os desafios atuais de justiça social e sustentabilidade exigem como mudança para as agências de financiamento científico. Em particular, a necessidade de se responsabilizar pela produção de planos concretos unindo ciência básica, engenharia e políticas públicas.

.~´

Ni!

A 4ª edição da webconferência Ciência SUS in vivo discutirá a Ciência Aberta no contexto da pesquisa em saúde. O programa será transmitido pelo canal Ciência SUS no YouTube, no dia 12 de agosto, às 15 horas. Aatividade integraasaçõesde disseminação da informação sobre pesquisas e projetos em saúde realizadas pelo Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde (Decit/SCTIE/MS), por meio da Coordenação-Geral da Evidências e Informações Estratégicas para Gestão em Saúde (COEVI).

Nessa edição, a convidada é a doutora em Ciência da Informação (IBICT/UFRJ), Paula Xavier dos Santos, que é coordenadora de Informação e Comunicação da FIOCRUZ, onde também coordena o Comitê Gestor de Ciência Aberta e o Observatório em Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde. Paula atua no Programa de Pós-Graduação de Informação e Comunicação em Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT), como professora colaboradora. Seus interesses de pesquisa estão relacionados aos campos da Gestão do Conhecimento e da Ciência Aberta.

O canal Ciência SUS no YouTube pode ser acessado pelo link: https://www.youtube.com/cienciasus. O direito de acesso à informação e a proteção de dados pessoais serão alguns dos assuntos tratados pela pesquisadora. O Ciência SUS in vivo é produzido pela equipe do Núcleo de Tradução do Conhecimento da Coordenação de Evidencias e Informações Estratégicas para Gestão em Saúde (NUTRAC/COEvI) do Decit/SCTIE/MS.

O programa ocorre uma vez ao mês e conta com a participação de acadêmicos, pesquisadores e gestores das áreas de ciência, tecnologia e informação em saúde.Durante a webconferência, ocorre a interação com os internautas, que podem fazer perguntas. Mais informações no e-mail cienciasus@saude.gov.br

Fonte: lista cienciasus

Ni!

A Sloan Foundation está oferecendo bolsas de $5000 para jovens pesquisadores se prepararem e difundirem práticas de dados abertos em pesquisa, como parte do programa Frictionless Data Reproducible Research. Basta seguir o link abaixo para mais informações!

https://blog.okfn.org/2019/05/08/open-call-become-a-frictionless-data-reproducible-research-fellow/

.~´

Imagem CC-BY, original em: https://opensciencemooc.eu/

O Open Science MOOC, projeto para criar um conjunto de percursos de aprendizado sobre práticas em Ciência Aberta, acaba de lançar seu primeiro módulo: Open Research Software and Open Source.

O módulo corresponde ao item 5 do currículo planejado, cujo desenvolvimento é colaborativo e aberto à contribuições.

Ni!

.~´

#paracegover
Grupo Texto Livre. Jornal do UEADSL 26/10/2018.
A edição de hoje apresenta uma turma lá de terras capixabas. Vamos conhecer um pouco mais sobre o trabalho da professora Vivian Pinto Riolo e sua turma de Morfologia 2 do curso de Letras do Instituto Federal do Espírito Santo.
Doutoranda em Estudos da Linguagem pela UFMG, na Linha_ Linguagem e Tecnologia, Mestra em Estudos Linguísticos – UFES e Pós-graduada em Estudos da Linguagem – Saberes, Vivian teve contato com o congresso no início de 2018, quando participou da comissão organizadora do UEADSL. “Gostei tanto da estrutura e da organização que resolvi levar meus alunos da turma de Letras do Ifes”, afirma.
Segundo ela, a ideia de participar do evento foi bem recebida tanto pela coordenação do curso quando pelos alunos. Além disso, a disciplina de Morfologia 2, conforme explica Vivian, apresenta uma carga horária extra, voltada para atividades de pesquisa, o que ajudou na elaboração os projetos.
Partindo de discursões em torno das relações morfossintáticas da língua, os projetos de aproximadamente 30 alunos abordam uma crítica à Nomenclatura Gramatical Brasileira (NGB). Para tanto, foram realizadas analises em livros didático e discursões de como o “professor precisa se preparar para possíveis questionamentos que fogem à prescrição da gramática tradicional, sempre estabelecendo relações com as pesquisas linguísticas realizadas que contrastam a gramática normativa aos fatos da língua”, explica a professora.
Com isso, nos textos que serão apresentados no UEADSL 2018.2, os congressistas poderão encontrar artigos sobre: preposições, as conjunções, os verbos e os advérbios em suas relações morfossintáticas. A ideia, segundo Vivian, “é que o aluno apresente um olhar crítico para as abordagens tradicionais, apresentando exemplos a serem analisados que fogem aos conceitos engessados da gramática prescritiva”.
De acordo com a professora o UEADSL possui uma riqueza nas interações, uma vez que elas começam em sala de aula entre professor-aluno e aluno-aluno. “São apontamentos, contribuições, críticas construtivas, esclarecimentos, parabenizações. E, com isso, o professor pode avaliar a turma processualmente, percebendo o avanço de seus alunos diante das colocações que são feitas a sua pesquisa. Além disso, outros olhares são somados ao do próprio professor que também é constituído nessas interlocuções durante as “comunicações”Ela ainda ressalta que a dinâmica do evento possibilita uma interação assíncrona, garantindo um tempo de reflexão para pensar no conteúdo. Além disso, “as dúvidas ficam registradas e a sensação é a de que nada se perde, pois todos fazem o máximo para esclarecer o que não foi possível explanar no texto, dada a extensão possível para os anais. Só vejo o saldo positivo em eventos online, com destaque para o modelo adotado no UEADSL”, conclui Vivian.
Quer conferir os trabalhos? Então participe do congresso fazendo seu cadastro na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre: http://eventos.textolivre.org/cadastro-PlataformaEventos/ Em seguida, inscreva-se na edição em andamento.
informações, na página do UEADSL2018.2: http://ueadsl.textolivre.pro.br
Promoção: Grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão Texto Livre: Semiótica e Tecnologia
Apoio: CAED FALE UFMG
Texto: Natália Giarola, Edição: Ana Matte, Tuxy: Lucca Fricke

Marcado com: , , , , , , , , , , , ,

Jornal do UEADSL - disponível na página do CAED/UFMG https://www.ufmg.br/ead/index.php/4835-2/#paracegover

JORNAL DO UEADSL 19 de outubro de 2018. O que Paulo Freire, linguagem, tecnologia, gamificação e softwares livres têm em comum? Bem, é isso que vamos descobrir nesta nova edição do Jornal UEADSL. Venha conferir e se encantar com essa interdisciplinaridade.
Ofertada desde 2011 para a pós-graduação na linha de pesquisa Linguagem e Tecnologia, do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos (POSLIN) da UFMG, pela professora Ana Cristina Frike Matte, a disciplina, que se chamava “Aplicações Computadorizadas para os Estudos da Linguagem”, é aplicada em um ambiente digital assíncrono, utilizando uma metodologia paulofreiriana.
Até 2016, ela tinha como foco a lógica da programação de computadores. “Agora, para atender melhor ao contexto das pesquisas em Linguística Aplicada (LA), a matéria foi remodelada para dar mais destaque aos Recursos Educacionais Abertos (REA), ao Conhecimento Livre e à Ciência Aberta”, explica Ana Cristina.
Com a mudança, a disciplina passou a se chamar, em 2018, “Tecnologias digitais e REAs Livres: máquinas, softwares, inteligência artificial, semiótica e jogos”. Em andamento neste segundo semestre e com alunos da Bahia, Espírito Santo, Brasília, Goiás e Minas Gerais, as aulas abordam temas como gamificação de projetos educacionais, tecnologias digitais em rede, inteligência artificial e mediação e recursos livres, recursos abertos.
Um dos resultados do curso é a participação no UEADSL 2018.2. Para tanto, os alunos estão desenvolvendo artigos ligados as mais diversas teorias da linguística, sejam elas da Análise do Discurso ou LA. Além disso, há uma variedade de corpus, voltados principalmente para a gamificação na sala de aula, com experiências vivenciadas com jogos e softwares livres, por exemplo.
Você sabia?
Os alunos da pós-graduação começaram a participar do UEADSL no segundo semestre de 2011, separados dos alunos de graduação. Com tudo, visando uma educação aberta, nas demais edições houve a unificação dos alunos, abrindo, segundo a professora Ana Cristina, “perspectivas aos graduandos e levando os pós-graduandos a assumirem uma postura mais didática, enriquecendo sobremaneira o debate de todos os trabalhos”.
Quer conferir? Então participe do congresso fazendo seu cadastro na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre: http://eventos.textolivre.org/cadastro-PlataformaEventos/ Em seguida, inscreva-se na edição em andamento.
Submissões de propostas para o ESQUENTANDO O FICLIVRE abertas até 22/10/18, acesse o bloco PARTICIPE! para maiores informações, na página do UEADSL2018.2: http://ueadsl.textolivre.pro.br
Promoção: Grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão Texto Livre: Semiótica e Tecnologia
Apoio: CAED FALE UFMG
Texto: Natália Giarola, Edição: Ana Matte, Tuxy: Lucca Fricke

Marcado com: , , , , , , , , , , , , ,

Grupo Texto Livre. Jornal do UEADSL 10/10/2018. Nesta edição, vamos conhecer um pouco mais sobre o Congresso Nacional Universidade EAD e Software Livre – UEaDSL. A sua última edição ocorreu no primeiro semestre de 2018, entre os dias 25 e 29 de junho. Com o tema Con-sciência”, a 12ª edição contou com a participação de estudantes e professores dos cursos de Letras, Educação, Nutrição, Engenharia, Ciências Biológicas, Medicina, Contabilidade e Administração da UFMG, FURG, UNIFAL, UFVJM, UNINTA, UNEB, e IFES. Além disso, o evento registrou 53 trabalhos, entre conferências e artigos das mais diversas áreas, totalizando em média 1828 visualizações por dia. O UEADSL é uma construção coletiva, feita exclusivamente por trabalho voluntário, bem no jeito como o Texto Livre gosta de fazer: cada profissional ajuda naquilo que mais gosta de fazer, naquilo que, por isso mesmo, sabe fazer melhor. Para conhecer o Texto Livre e, quem sabe?, juntar-se a nós, acesse nosso site: http://textolivre.org. Venha e FicLivre! A última edição também deve quebra de recordes, ao passar 24 mil visualizações totais, durante o mês do congresso e o de visualizações num único dia, que era de 2575, novembro de 2017, e alcançou 4079 em 25 de junho. Outro ponto alto foi a participação dos congressistas, com 1504 comentários que, somados aos comentários da Comissão Científica, realizados antes do início do evento, totalizaram 2294 comentários, bem acima dos 1500 alcançados em cada edição de 2017. Os números são de surpreender!!! Se comparamos com um evento presencial, as visitações e interações equivaleriam a um grupo de aproximadamente 150 pessoas assistindo cada trabalho e a, pelo menos, sete fazendo perguntas sobre o mesmo. Ficou com vontade de participar? Então corre, porque ainda dá tempo! Você pode encaminhar propostas para a Roda de Conversas ESQUENTANDO O FICLIVRE até 22/10. São propostas na forma de um artigo de 4 a 6 páginas que tenham como meta abrir uma discussão a partir de experiências e pesquisas que você quiser compartilhas para outros educadores e professores em formação. Se ainda não está cadastrado na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre, cadastre-se: http://eventos.textolivre.org/cadastro-PlataformaEventos/ Em seguida, inscreva-se na edição em andamento. Atalho: http://ueadsl.textolivre.pro.br/inscreve Submissões de propostas para o ESQUENTANDO O FICLIVRE abertas até 22/10/18, acesse o bloco PARTICIPE! para maiores informações, na página do UEADSL2018.2: http://ueadsl.textolivre.pro.br A última edição também deve quebra de recordes, ao passar 24 mil visualizações totais, durante o mês do congresso e o de visualizações num único dia, que era de 2575, novembro de 2017, e alcançou 4079 em 25 de junho. Outro ponto alto foi a participação dos congressistas, com 1504 comentários que, somados aos comentários da Comissão Científica, realizados antes do início do evento, totalizaram 2294 comentários, bem acima dos 1500 alcançados em cada edição de 2017. Os números são de surpreender!!! Se comparamos com um evento presencial, as visitações e interações equivaleriam a um grupo de aproximadamente 150 pessoas assistindo cada trabalho e a, pelo menos, sete fazendo perguntas sobre o mesmo. Ficou com vontade de participar? Então corre, porque ainda dá tempo! Você pode encaminhar propostas para a Roda de Conversas ESQUENTANDO O FICLIVRE até 22/10. São propostas na forma de um artigo de 4 a 6 páginas que tenham como meta abrir uma discussão a partir de experiências e pesquisas que você quiser compartilhas para outros educadores e professores em formação. Se ainda não está cadastrado na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre, cadastre-se: http://eventos.textolivre.org/cadastro-PlataformaEventos/ Em seguida, inscreva-se-se na edição em andamento. Atalho: http://ueadsl.textolivre.pro.br/inscreve Submissões de propostas para o ESQUENTANDO O FICLIVRE abertas até 22/10/18, acesse o bloco PARTICIPE! para maiores informações, na página do UEADSL2018.2: http://ueadsl.textolivre.pro.br O UEADSL apóia a Educação Aberta e o Conhecimento Livre. Se as coisas são inatingíveis… ora! Não é motivo para não querer vê-las. Que tristes os caminhos se não fora a mágica presença das estrelas. Mário Quintana. Promoção: Grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão Texto Livre: Semiótica e Tecnologia. Texto: Natália Giarola Edição: Ana Matte Tuxy: Lucca Fricke Apoio: CAED, FALE UFMG.

Marcado com: , , , , , , , , , , , , ,

#paracegover O UEADSL - Congresso Nacional Universidade EAD e Software Livre -, de 26 a 30 de novembro, é um evento online, o que significa que você não precisa se deslocar a um local específico para participar do evento. Você vai acompanhar as conferências lendo textos, ouvindo podcasts e/ou assistindo a vídeos. Sua participação, porém, precisa ser mais ativa que isso para ser considerada suficiente, a fim de receber seu certificado de participação. Como assim? Pense: você não estará trocando olhares com o conferencista e nem saberemos que leitura fez, se está achando chato ou se está amando tudo isso, a não ser que você nos conte. Participar deste Congresso, portanto, é mais do que assistir algumas conferências: é dizer o que pensa delas, perguntar, discutir, argumentar, ser um co-autor do grande texto que o evento forma, o qual, no fim das contas, é construído na interação de todos os participantes e autores. PARTICIPE! O UEADSL possui agora três palcos! ANFITEATRO é o espaço de apresentação de trabalhos universitários, o mais antigo palco do UEADSL. FEIRA DE SABERES é o palco das apresentações do Ensino Fundamental e Médio e do EJA. ESQUENTANDO O FICLIVRE é o espaço das Rodas de Conversa entre educadores promovido pelo GT Educação da Associação de Software Livre.org. Educação Aberta e Conhecimento Livre. Se ainda não está cadastrado na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre, cadastre-se: http://eventos.textolivre.org/cadastro-PlataformaEventos/ Em seguida, inscreva-se-se na edição em andamento. Atalho: http://ueadsl.textolivre.pro.br/inscreve Submissões de propostas para o ESQUENTANDO O FICLIVRE abertas até 22/10/18. Após cadastro na Plataforma e inscrição no evento, acesse o bloco PARTICIPE! para maiores informações: http://ueadsl.textolivre.pro.br Também estão abertas, até 7/10, as inscrições para coordenação de mesa e pareceristas. Apoio: CAED/FALE/UFMG Promoção: Grupo Texto Livre

#paracegover
O UEADSL – Congresso Nacional Universidade EAD e Software Livre -, de 26 a 30 de novembro, é um evento online, o que significa que você não precisa se deslocar a um local específico para participar do evento. Você vai acompanhar as conferências lendo textos, ouvindo podcasts e/ou assistindo a vídeos. Sua participação, porém, precisa ser mais ativa que isso para ser considerada suficiente, a fim de receber seu certificado de participação. Como assim? Pense: você não estará trocando olhares com o conferencista e nem saberemos que leitura fez, se está achando chato ou se está amando tudo isso, a não ser que você nos conte. Participar deste Congresso, portanto, é mais do que assistir algumas conferências: é dizer o que pensa delas, perguntar, discutir, argumentar, ser um co-autor do grande texto que o evento forma, o qual, no fim das contas, é construído na interação de todos os participantes e autores.   PARTICIPE!
O UEADSL possui agora três palcos! ANFITEATRO é o espaço de apresentação de trabalhos universitários, o mais antigo palco do UEADSL. FEIRA DE SABERES é o palco das apresentações do Ensino Fundamental e Médio e do EJA. ESQUENTANDO O FICLIVRE é o espaço das Rodas de Conversa entre educadores promovido pelo GT Educação da Associação de Software Livre.org. Educação Aberta e Conhecimento Livre.
Se ainda não está cadastrado na Plataforma de Eventos do Grupo Texto Livre, cadastre-se: http://eventos.textolivre.org/cadastro-PlataformaEventos/ Em seguida, inscreva-se-se na edição em andamento. Atalho: http://ueadsl.textolivre.pro.br/inscreve Submissões de propostas para o ESQUENTANDO O FICLIVRE abertas até 22/10/18.    Após cadastro  na Plataforma e inscrição no evento, acesse o bloco PARTICIPE! para maiores informações: http://ueadsl.textolivre.pro.br        Também estão abertas, até 7/10, as inscrições para coordenação de mesa e pareceristas.
Apoio: CAED/FALE/UFMG Promoção: Grupo Texto Livre
Marcado com: , , , , , , , , , , , , , , ,