Aqui estão três artigos que dão notícias de uma história muito triste:

Sci-Hub: Scientists, Academics, Teachers & Students Protest Blocking Lawsuit

Judge: Sci-Hub Blocking Case “Important” For Science, Community Representations Will Be Heard

Sci-Hub Founder Criticises Sudden Twitter Ban Over Over “Counterfeit” Content

Em poucas palavras, Elsevier, Wiley e a American Chemical Society (ACS) decidiram que o meio da pandemia de Covid-19 é o momento acertado para entrar com uma ação para bloquear o Sci-Hub num país pobre e vulnerável. E, ao que tudo indica, também pressionaram e conseguiram que o Twitter bloqueie a conta do site – Twitter que, por sinal, cedeu sem titubear.

O agravante da pandemia vem em vários sentidos pois: cientistas precisam de acesso à literatura mais do que nunca para lidar com o problema; médicos nem se fala, e a maioria das instituições de saúde não tem como pagar acesso; muitos pesquisadores estão em home-office, de forma que mesmo quem teria acesso pela universidade está com esse acesso dificultado, se não impossibilitado; grandes números de grupos cidadãos mobilizados para contribuir aos esforços científicos dependem do Sci-Hub; para não falar de cidadãos buscando se manterem informados e melhor combater falsidades.

E não venham falar que alguns periódicos tem liberado acesso à literatura sobre Covid, isso é uma grande cortina de fumaça, o acesso liberado não dá conta de nem 1% da literatura relevante, como aponta bem Peter Murray Rust neste texto.

Incongruência e vergonha para a comunidade científica.

.~´

Ni!

A Comissão Européia anuncia para março a inauguração da plataforma de publicação Open Research Europe, que será colocada à disposição de projetos de pesquisa financiados por ela. Dois fatos interessantes: revisão por pares aberta, e publicação sem taxas.

Ao mesmo tempo, após um período de testes que começou em maio, a eLife anuncia sua transição para um modelo de “publicar, depois revisar”, onde a revista irá apenas revisar preprints, e focar na produção de revisões de alto nível que serão tornadas públicas junto aos preprints.

Esses movimentos podem representar um grande passo adiante tanto nos modelos econômicos de publicação científica, como de revisão por pares !

Abraços,

.~´

Ni!

Foi publicado este mês um mini-documentário com entrevistas e recortes dos principais momentos do TECNOx 4.0, quarta edição deste encontro latino-americano de desenvolvedores e usuários de tecnologias livres. O encontro ocorreu em Porto Alegre em 2019, organizado pelo CTA da UFRGS, e com o tema Ética, direitos humanos e tecnologias livres.

Vale assistir! Outros conteúdos do evento estão também sendo carregados no canal do TECNOx no Youtube.

.~´

Boas notícias numa mensagem do Prof. Jorge Machado para a lista cienciaaberta:

Esta semana, através do esforço da OKBR em elaborar pedidos de informação e recursos em várias instâncias com base na Lei de Acesso à informação, foi possível obter o dicionário de dados completo da Plataforma Lattes, que pode ser baixado neste link https://drive.google.com/file/d/1ivj9_fZREh34DVObV18jml7m2hx4CCV9

Esta foi uma vitória importante e é uma ótima notícia para quem já trabalhava com dados da base, mas sem ter a estrutura dela… O próximo passo é abrir a base completa, enfrentando o interesse de atores privados que fazem uso comercial da mesma…

Mais informações sobre o tema, sobre os pedidos de informação, recursos e re-recursos com o CNPq, incluindo pistas sobre o que estaria por trás de tamanha resistência à abertura dos dados, podem ser acessadas a partir desta página na Wikiversidade, que já se encontra atualizada:

https://pt.wikiversity.org/wiki/Base_Lattes

Abraço!

.~´

Uma ótima oportunidade para conhecer mais sobre ciência aberta, metaciência, e participar de projetos de pesquisa em modo “hackaton” para investigar como construir uma ciência melhor.

Nas últimas semanas rolaram alguns dos debates “Pré-HackWeek”, que vão ficando disponíveis para serem assistidos, com o próximo acontecendo dia 27/7. E, o mais importante, as inscrições seguem abertas!

Até o dia 30 de julho, estarão abertas as inscrições para quem quiser participar da Hack Week, desenvolvendo projetos “no-budget”.

Ela ocorrerá entre os dias 10 e 24 de agosto. Nessas duas semanas, a dedicação será maior, já que os participantes estarão em contato diário (remoto) tanto com a sua própria equipe de trabalho formada na Hack Week quanto com a organização do evento e eventuais pessoas que ofereçam mentoria para os projetos.

Divulgaremos aqui, em breve, a programação para a Hack Week. A participação na Hack Week não é exclusiva para a comunidade da Pré-Hack Week, você pode se inscrever mesmo que não participe dos debates ao longo de julho (e vice-versa, você pode participar dos debates sem se comprometer a participar da Hack Week).

Para se inscrever, acesse e preencha o formulário de inscrição.

Mais informações em https://www.reprodutibilidade.bio.br/hack-week-2020.

Ni!

Foto de Jon dando sua palestra “Open Science is just good science” (YouTube)

Ni!

No início deste mês faleceu, num trágico acidente em Bali, Jon Tennant, paleontologista formidável e um dos mais ativos militantes e estudiosos da Ciência Aberta. Era alguém cheio de pensamentos esclarecedores, uma voz eloquente (como no vídeo acima) e mãos sempre ocupadas. Eu tive a chance de conhecê-lo em conferências e de recentemente encontrá-lo enquanto ele esteve baseado em Paris. Na véspera da sua partida, Jon escreveu um post no seu blog sobre superar adversidades, resumindo seu trabalho mais recente, com links para mais de uma dúzia de suas publicações e preprints sobre os mais diversos aspectos da Ciência Aberta. Eu convido todo mundo a tirar o tempo para lê-lo.

Abraços,

Foto: Agência FAPESP

Ni!

No dia 16 de dezembro a FAPESP lançou, junto às universidades paulistas, o ITA e a Embrapa, a Rede de Repositórios de Dados Científicos do Estado de São Paulo, que conta com um buscador de metadados integrando os respositórios das diversas instituições.

O lançamento faz parte da política de Ciência Aberta da fundação para dados, e complementa a sua política de gestão de dados de pesquisa, avançando em sintonia com as tendências mundiais.

A Fundação Oswaldo Cruz promove o I Encontro Nacional de Governo Aberto e Ciência Aberta, no dia 27 de novembro, na sede da Fiocruz Brasília. A proposta do evento é aproximar os movimentos do Governo Aberto e da Ciência Aberta, fortalecendo iniciativas na direção da transparência, inovação, acesso à informação pública e participação social.

Inscrições e programação

.~´

Imagem de <http://www.capes.gov.br/conteudo/2-encontro-capes-de-ciencia-aberta/>

Ni!

Com o tema Direitos de propriedade intelectual e políticas institucionais, o II Encontro Capes de Ciência Aberta será um espaço para “propor reflexões sobre a relação entre Ciência e Direitos Autorais, focando nas experiências nacionais e internacionais de implementação de políticas governamentais voltadas à promoção do compartilhamento do conhecimento científico.”

Dia 13 de novembro de 2019, no edifício sede da CAPES, em Brasília.

Veja a programação completa e inscrições em:

http://www.capes.gov.br/conteudo/2-encontro-capes-de-ciencia-aberta/

Abraços!

.~´