Curva de aprendizado: no UEADSL, o público também aprende

Autora: Marcela Gontijo

Estamos no quarto dia de UEADSL e o principal acontecimento até agora nessa edição foi o lançamento oficial do livro “Memórias de letramentos: vozes do campo”, com organização de Carlos Henrique Silva de Castro e Luiz Henrique Magnani. Castro é membro da equipe do Texto Livre, coordenador do Evidosol/Ciltec-online e formado pelo Poslin/UFMG, o professor da UFVJM foi o primeiro a trazer estudantes de uma licenciatura do campo para o UEADSL. O livro, lançado pela editora da UFVJM, está disponível em PDF, sob licença creative commons, conforme os preceitos da ciência aberta.

Até o momento pudemos perceber que, apesar de uma diminuição do número de visualizações de páginas por visitante (de 8,9 para 7,5), temos uma maior concentração dos visitantes nos trabalhos: menos navegações pelo evento, mas mais envolvimento com os debates e as publicações e também maior interação. É um movimento que temos observado também nas edições anteriores do UEADSL, que sugere que há uma curva crescente de aprendizado dos participantes nos 3 primeiros dias do evento. Veja o gráfico abaixo com mais detalhes dos acessos e interações:

E com o evento chegando para o fim, a votação para as menções honrosas já está aberta. Para participar, basta fazer login e acessar, pelo menu à direita, o link para a votação, que encerra-se sexta, dia 01/12, às 12h. Participe!

http://www.acris.pro.br

Publicado em Acesso Aberto, Ciência Aberta, Ciência Cidadã, Dados abertos, Educação aberta, Education, Encontros, Ferramentas abertas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*