Ciência Aberta, Questões Abertas – palestrantes

Click here to see a version of this page in English.

delfanti
Alessandro Delfanti é formado em Medicina Veterinária (University of Parma), com Mestrado em Ciência da Comunicação (SISSA) e Doutorado em Ciência e Sociedade (University of Milan e SISSA). É autor do livro Biohackers: The Politics of Open Science e atualmente é bolsista de Pós-Doutorado (Media@McGill – McGill University) com pesquisa intitulada “Hacking you brain cancer medical records: Radical sharing and patient’s participatory practices”.

viana
Alex Viana é pesquisador no Space Telescope Science Institute e instrutor voluntário da iniciativa Software Carpentry.

Alexandre Hannud Abdo
Alexandre Abdo é formado em Ciências Moleculares (Universidade de São Paulo) e Doutor em Física (Universidade de São Paulo). Como pesquisador pós-doutor na Faculdade de Medicina da USP, promove e estuda intervenções de integração e colaboração na rede de atenção do Sistema Único de Saúde e entre esta e a população.

neylon
Cameron Neylon é um biofísico (University of Western Australia) com Ph.D. em Química (Australia National University). Atualmente é “Advocacy Director” na Public Library of Science (PLoS) onde defende a prática da pesquisa aberta e o melhoramento da gestão de dados. Também é coautor do Panton Principles for Open Data in Science e escreve regularmente em seu blog (http://cameronneylon.net/category/blog/) sobre questões sociais, técnicas e políticas na pesquisa aberta.

mietchen
Daniel Mietchen é pesquisador de informática para biodiversidade no Museum für Naturkunde Berlin, e contribuidor voluntário dos projetos Wikimedia. Obteve seu Ph.D. em física na Saarland University, e suas colaborações transdisciplinares despontaram seu interesse na integração da ciência com a web. Como Wikimedian in Residence on Open Science na Open Knowledge Alemanha, liderou o time que desenvolveu o Open Access Media Importer Bot, premiado com o Accelerating Science Award.

cavallo
David Cavallo é formado em Ciência da Computação (Rutgers University), com Mestrado em Ciências (MIT Media Laboratory) e Ph.D. em Artes e Ciências (MIT). Foi pesquisador do MIT e dirigiu o grupo Future of Learning no MIT Media Lab ao lado de Seymour Papert. Fundou e liderou o grupo Advanced Tecnology for Digital’s Latin American and Caribbean Region. Também fundou e foi vice-presidente da ONG OLPC (One Laptop Per Child).

kera
Denisa Kera possui Mestrado em Filosofia e Ph.D. em Ciência da Informação (Charles University). É professora assistente na National University of Singapore e membro do Asian Research Institute. Ela segue e apoia laboratórios comunitários e espaços alternativos de pesquisa e desenvolvimento, tendo um interesse especial pelos movimentos de DIYbio (Do it Yourself biology).

jorgensen
Ellen Jorgensen tem Ph.D. em Biologia Celular e Molecular (Sackler Institute – New York University School of Medicine). É co-fundadora e diretora executive do Genspace, uma organização sem fins lucrativos dedicada a promover a ciência cidadã e o acesso a biotecnologia. Também é membro do corpo docente na New York Medical College.

avatar_polart_393x393
Henrique Parra é professor do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais.  Coordenador do Pimentalab – Laboratório de Tecnologia, Política e Conhecimento, onde desenvolve projetos de pesquisa e extensão relacionados à produção colaborativa de conhecimentos e às transformações nas práticas políticas, sob o enfoque da mediação das tecnologias digitais.

machado
Jorge Machado é formado em Ciências Sociais (USP) e doutor em Sociologia (Universidade de Granada) com pós-doutorado (Unicamp). É professor no Programa de Pós-Graduação em Participação Política e Mudança Social (USP). Também coordena o Co-Laboratório de Desenvolvimento e Participação (COLAB). Suas áreas de interesse são a política de acesso à informação, movimentos sociais e participação, direitos humanos, tecnologia da informação e humanidades.

chan
Leslie Chan é professor titular no Departamento de Ciências Sociais (University of Toronto Scarborough) onde supervisiona o programa International Development Studies. Foi pioneiro no uso da Web como uma forma de troca de conhecimento e aprendizagem e dirigiu a Bioline International, uma plataforma colaborativa com base no Centro de Referência em Informação Ambiental (CRIA Brasil), para promover o acesso aberto a pesquisas científicas em cerca de vinte países em desenvolvimento.

todd
Matthew Todd tem Ph.D. em Química Orgânica (Cambridge University) e professor na School of Chemistry (University of Sidney). Se interessa por Ciência Aberta e, especialmente, em como ela pode ser utilizada para acelerar as pesquisas e a descoberta de códigos abertos de drogas e seus catalisadores.

david
Paul David é professor emérito de Economia do Institute for Economic Policy Research (Stanford University), também é professor Emérito de Economia e História Econômica (Oxford University) e membro do Oxford Internet Institute. Atualmente lidera um projeto internacional de pesquisa sobre a organização, o desempenho e a viabilidade dos softwares livres e de códigos abertos.

meirelles
Paulo Meirelles é formado em Tecnologia em Desenvolvimento de Software (IFRN), com mestrado em Computação (UFRGS) e doutorado em Ciência da Computação (USP) na área de Sistemas e Software Livre. É professor no curso de Engenharia de Software (UnB) e integra o Centro de Competência em Software Livre (USP).

murray-rust
Peter Murray-Rust é químico e doutor em Filosofia e integra do Departamento de Química da Cambridge University. Tem atuado em favor dos dados abertos em ciência, sendo parte o conselho consultivo da Open Knowledge Foundation e co-autor dos Panton Principles pelos dados científicos abertos.

pezzi
Rafael Pezzi é bacharel, mestre e doutor em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde também é professor adjunto do Instituto de Física. Atualmente coordena o Centro de Tecnologia Acadêmica da UFRGS, atuando no estudo e desenvolvimento de Recursos Educacionais Abertos, tecnologias livres, ciência aberta e ciência cidadã.

souza
Robson Souza é formado em Ciências Moleculares (USP), com mestrado em Biotecnologia (USP) e doutorado em Ciências Biológicas (USP). Atualmente é professor doutor do Instituto de Ciências Biomédicas (Departamento de Microbiologia – USP). Suas pesquisas abordam principalmente temas como: análise de sequências, genômica comparativa, evolução de proteínas e filogenia.

albagli
Sarita Albagli é formada em Ciências Sociais (UFRJ), com mestrado em Engenharia de Produção (UFRJ) e doutorado em Geografia (UFRJ). Atualmente é pesquisadora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (IBICT) e coordenadora do Laboratório Interdisciplinar sobre Informação e Conhecimento (IBICT/UFRJ). Seu projeto de pesquisa atual tem como foco compreender as transformações nas formas e práticas de produção coletiva de ciência, tecnologia e inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*